Urgente: Brasil registra nas últimas 24 horas 1272 óbitos em razão do novo coronavírus

Atualmente, o Brasil tem 739.503 casos confirmados e 390.033 pacientes estão em acompanhamento médico. Nas últimas 24h, foram confirmados 32.091 casos novos da doença.

Em relação aos óbitos, são 38.406 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 1.272 casos nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros dias. Do total, 333 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 4.155 casos seguem em investigação.

 

Taxa de ocupação de leitos de UTI

  • Acre – 77% em todo o estado em 9/6
  • Alagoas – 79% em todo o estado 9/6
  • Amapá – 98,73% em todo o estado em 9/6
  • Amazonas – 66% em todo o estado em 9/6
  • Bahia – 71% em todo o estado em 5/6
  • Ceará – 77,5% em todo o estado em 9/6
  • Distrito Federal – 69,5% na rede privada e 42,24% na rede pública em 29/5
  • Espírito Santo – 85,14% em todo o estado em 4/6
  • Goiás – 63,5% dos leitos de gestão estadual em todo o estado em 9/6
  • Maranhão –87,92 em todo o estado em 9/6
  • Mato Grosso – 37,6% em todo o estado em 5/6
  • Mato Grosso do Sul – 8,8% em todo o estado em 8/6
  • Minas Gerais – 72% em todo o estado em 9/6
  • Pará – 69% em todo o estado em 9/6
  • Paraíba – 68% em todo o estado em 9/6
  • Paraná – 48% em todo o estado em 9/6
  • Pernambuco – 75% em todo o estado em 9/6
  • Piauí – 60,5% em todo o estado em 9/6
  • Rio de Janeiro – 84% na rede pública e 71% na rede privada em todo o estado em 5/6
  • Rio Grande do Norte – 83% na rede pública e 63% na rede privada em todo o estado em 9/6
  • Rio Grande do Sul – 72,5% em todo o estado em 9/6
  • Rondônia – 77,9% em todo o estado em 3/6
  • Santa Catarina – 62,2% do sistema público em todo o estado em 9/6
  • São Paulo – 62,2% em todo o estado em 9/6
  • Sergipe – 58,9% na rede pública e 96,3% na rede privada em todo o estado em 9/6
  • Tocantins – 60% dos leitos ocupados em 3/6

Obs: As informações foram atualizadas às 18h45 desta terça-feira (9) e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde

 

Fonte: Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *